Designer Image Map

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

The Divide

Capitulo 12 parte 3


Aff, era obvio! A esposa de Arthur Aguiar a conceituada universidade de Princeton, porque ele era um dos patrocinadores da NBA, a famosa liga de esporte, cujo tem associação a com universidade de Princeton. Isso não era ilegal? Me perguntei...
Lua: Prazer é meu, senhor.
Reitor: Quero que se sinta em casa, e me relate de tudo que se passa por aqui. –Ele piscou.- E seria uma honra receber seu marido em uma de nossas comemorações e jogos de basquete.
Lua: Claro, senhor. Ele virá. – menti. 

Reitor: Bom, os dormitórios para alunos fica no ultimo andar, mas eu posso arrumar um quarto especial...
Lua: NÃO! – eu quase gritei. –Nada de tratamento especial, senhor. Só quero um quarto qualquer. 
Reitor: Perfeitamente, Sra. Aguiar. 
Ele sorria, radiante com a noticia que teria uma pessoa ‘importante’ estudando ali. Fez algumas formalidades ,como preencher fichas, e me contou que todos os meus documentos escolares estavam em ordem. Que era realmente uma cidadã americana e estudante de uma das melhores universidades do mundo. 
Pediu que eu escolhesse um curso, coisa que eu não havia pensado ainda. Imaginei Ciências, a profissão do meu pai... mas logo optei por Direito. Queria estar apta a encarar o Aguiar no futuro e colocar um processo nas costas dele. 
O reitor me deu as coordenadas de onde ficava meu quarto, quais seriam minhas aulas, e por fim me liberou.

Eu estava pensativa. A ficha ainda não tinha caído pra mim. Era tudo surreal. Mas logo eu me dei conta que nada mais na minha vida seria normal. Até que, ao sair da sala do Reitor um baque violento, me atingiu, me jogando violentamente contra parede, e me derrubando brutalmente no chão:
XxXx: ME DESCULPE, ESSAS RODAS ESTÃO UMA MERDA.
Toda desgrenhada no chão, eu tentava me reerguer, e olhar a cara do responsável pelo o acidente. 
Lua: Não foi nada, mas tenha mais cuida...
E os olhos verdes dele estavam sorrindo para mim. Enquanto eu me levantava do chão, eu olhava fixamente para aquele sorriso, aquele cabelo pretos e os olhos verde mais lindos que eu já vira na vida. 
XxXx: VOCÊ SE MACHUCOU?
Ele gritava e sorria, e eu me perguntei: Porque ele estava gritando? Mas não importava, ele era lindo. 
Lua: Não... eu to..b-bem. 
XxXx: TEM CERTEZA, GATA?
Eu o olhei por completo, e ele usava roupas largas, uma touca preta na cabeça, que deixava alguns fiapos de cabelo à mostra, e por fim o tal Skate, que quase atravessou meu corpo.
Lua: Porque você está gritando? 
XxXx: AAA..- ele tirou os fones do ouvido. – Me desculpe, eu sou Thomas, - ele riu maliciosamente. – mas pode me chamar de : ‘meu namorado’. 
Eu ri. 
Lua: Meu namorado?
Thomas: Ta me pedindo em namoro? Bom... eu aceito!
Lua: Você é engraçado, sabia? – Eu ria espontaneamente. – Eu sou Lua. 
 Thomas: Lu,Lu,Lu..- ele me olhava de cima a baixo. – Bom, você não é bonita o bastante para andar comigo, mas eu vou fazer uma boa ação! Quer ajuda com as malas?

E que eu me lembre, foi assim que eu conheci o Tommy. Aquele idiota me acertou em cheio com aquele skate velho, mas foi engraçado. Mas isso tem muito tempo, mais ou menos uns... 6 anos.


Notas:Vocês vão aamar o Tommy, mas ao mesmo temo odia-lo
, o nome é esse por que eu não queria colocar o Roncato, e nem outros, por que ao mesmo tempo que vão ama-lo vão odiar com todas as foças... Mas relaxem, tem muita historia pra rolar ainda

8 comentários:

  1. +++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

    ResponderExcluir
  2. +++++++++++++++++++++++++ ta muito perfect

    ResponderExcluir
  3. Ansiosaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa posta ++++++++++++++++++++ pfpfpfpfppfpfpfpfpfpfpfpfpf

    ResponderExcluir